Blog do Menininho

Aqui não brincamos com a notícia

perfil-do-meninho2

Anúncios

03/25/2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Gil de Lucena

Por Juliana Sever

“Como músico eu sinto a reação do público através dos aplausos e nunca me senti excluído como artista e na vida”, essas são as palavras de Gil de Lucena, 42. Ele é cantor, compositor, além de tocar violão, fato que por si só já nos traria a admiração pelo talento. Porém tudo isso foi conquistado através de esforço e sensibilidade que partiu de um ser humano que não esbarrou na deficiência visual gerada por um glaucoma no primeiro ano de vida.
A história na música segundo ele não começou, e sim nasceu com ele, é um dom que se manifestou naturalmente.
Ele tinha o rádio como fonte de inspiração e apenas com a sutileza do ouvir aprendeu a arte de brilhar. O talento apareceu na época da adolescência quando ele ainda estudava no Instituto Padre Chico, onde permaneceu a maior parte da juventude, inclusive distante da família, que gerou um misto de independência e tristeza supridas com a ajuda dos amigos.
Talvez naquele momento ele tenha sentido saudades dos pais, talvez algum medo tivesse aparecido , porém Gil de Lucena não deixou isso abalar, ele é diferenciado dos comuns e tem a alegria de viver, de cantar e de sorrir.
Ele mora sozinho é auto-suficiente e ainda tem tempo pra radiologia no Hospital Ermelino Matarazzo, onde esta há 17 anos, além do dominó com o pai na praça ao lado da casa dele, que fica no bairro Burgo Paulista, zona leste de São Paulo.
Tocou na noite, nos bares, em supermercados e chamou a atenção por onde passou, mas o curioso é que nesse mundo artístico que tanto agrada o músico Gil de Lucena, o curso de culinária foi uma das experiências mais completas na sua vida, pois sentiu a liberdade da independência.
Corintiano, pai de uma jovem, separado e presente na capa de quatro CDs, Gil de Lucena espera ter o reconhecimento do público e disse que sabe esperar a sua hora, embora já a tenha, ele acredita que bons artistas ainda não tiveram a sorte de fazer o sucesso que merecem e ressalta que tem muita gente sem talento por aí.
João Gilberto e Djavan são seus ídolos famosos, porém ele não esconde a predileção pelo compositor Vander Lee, que segundo ele tem pouco espaço na mídia.
Frustração ele não tem, mas tem o sonho de ser conduzido para o sucesso que acredita e realmente merece.

Música Gil de Lucena : http://www.youtube.com/watch?v=JSJD_qBbQeM

Gil De Lucena

Gil De Lucena

03/10/2009 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

12º jogador… A Trave!

kleber11Por  Paulo Ivo

Quem acompanhou o último jogo do time da baixada, o Santos, não se inconformou!

Sãopaulinos, Corinthianos, Palmeirense se admiraram e sorriram,  já os Santistas, como eu, arrancaram os cabelos!

Num tratamento reverso contra a calvice, os santistas tiveram seis bons momentos para arrancar os cabelos! Um com Roni, outro com Madson e outros quatro com Kléber Pereira!

Pra quem leva ao pé da letra a regra do futebol que diz que sujeitos como o árbitro e balizas são neutros e não devem, ou pelo menos não deveriam, beneficiar um dos times, se espantou com a atuação das traves no jogo que garantiu a vitória do time de Itu, neste domingo.

Aquela história de que “um raio não cai no mesmo lugar mais de uma vez”, literalmente caiu por terra neste jogo, pois não caiu uma única vez, foram SEIS! SEIS!

O pior não foi assistir o feito histórico santista, mas sim ter que ouvir o narrador de um canal fechado dizer:

“Este é um jogo que o Santista vai se lembrar e dizer: ‘ Eu assisti um jogo do Santos contra o Ituano, em que o Peixe acertou seis bolas na trave!'” 

Pergunto… E isso lá é coisa para se lembrar?

Se for para pensar em números do Santos, prefiro lembrar do número de pedaladas do Robinho contra o Corinthians em 2002, a quantidade de títulos, mas lembrar de jogo perdido com seis bolas na trave?? Isso, literalmente, ninguém merece!

Só faltou vestir a trave com o uma camisa do Ituano e computar no rodapé do televisor as estatíscas favoráveis da atuação da trave no jogo e, ainda, elegê-la com destaque do jogo!

Que a FPF reveja a imparcialidade das Traves!!

Créditos da foto Jornal Estado de S. Paulo

02/03/2009 Posted by | Uncategorized | 1 Comentário